Abrindo Conta – Corretoras no Exterior

Se você é brasileiro e/ou mora no Brasil é perfeitamente legal enviar seu dinheiro para fora e operar em corretoras no exterior.

E quais as vantagens disso?

Inúmeras, desde maior liquidez e ganhos em moeda forte como em Dólar.

O interesse sobre investimentos fora do Brasil vem crescendo todos os dias. Com a atual crise econômica brasileira, muita gente está pensando em tirar o dinheiro do Brasil, como forma de proteger o seu patrimônio. Os motivos para querer abrir uma conta fora do Brasil podem ser inúmeros, como investir em ações nos Estados Unidos, investir em FOREX dentre outros.

Independente de qual seja o motivo que te leva a querer saber mais sobre como abrir uma conta numa corretora nos EUA, o processo para abrir essa conta é até mais simples do que abrir conta numa corretora aqui mesmo no Brasil.

Veja abaixo o passo a passo para abrir uma conta em uma corretora nos Estados Unidos:

Passo 1: É extremamente importante que faça uma consulta se a corretora é legal e está devidamente registrada na FINRA (Financial Industry Regulatory Authority), isso pode evitar muitos problemas futuros. Essa é a ferramenta principal para consultar a regularidade de corretoras nos EUA, mas o investidor pode consultar diversos outros sites, conforme diz no site Investor.org, da SEC (Securities and Exchange Comission – a CVM dos EUA.
Passo 2: Avaliar se a corretora permite que brasileiros não-residentes nos Estados Unidos possam abrir conta. Há muitas corretoras grandes que permitem que não residentes abram conta. No site tockbrokers.com tem uma relação de corretoras que aceitam abertura de conta para não residentes.

Passo 3: Avaliar o custo por operação (não esqueça de fazer isso, senão você terá uma impressão de ganho, quando na verdade você pode estar perdendo dinheiro). Você pode utilizar alguns sites que já comparam os custos de corretagem entre corretoras como:

http://www.nasdaq.com/investing/online-brokers/

Verifique também o volume mínimo para abrir conta que as corretoras solicitam.  Em geral se cobra por trade (ordem), e pode haver também outras cobranças ocultas (chamados “hidden costs”) que você precisa checar se serão feitas, como:

Taxa de manutenção de conta, taxa de inatividade, taxa de manutenção mínima, taxa para transferência de recursos pra sua conta ou para fora de sua conta, comissões diversas.
Passo 4: Realizar o processo de abertura através do site. Em geral você primeiro preenche uma página com seus dados pessoais, é bem simples.

Veja no exemplo abaixo da corretora TD Ameritrade:

Passo 5: Depois de iniciar o processo de abertura através do site que a corretora, você vai ter que enviar alguns documentos para a corretora por foto, online mesmo, sendo os de praxe:

– Comprovante de residência

– Declaração do Imposto de Renda

– Passaporte ou Documento com Foto

– Formulário W-8BEN preenchido (formulário que indica que você não é residente e está realizando investimentos. Há um acordo de cooperação entre Brasil e Estados Unidos que é bastante vantajoso para quem investe em ações por lá.
Passo 6: Depois de enviar os documentos, a corretora vai te passar o número da sua conta e senha pra você fazer o login no home broker.
Passo 7: Agora é necessário transferir seu dinheiro para a conta da corretora. Pra isso você vai ter que verificar se a agência do seu Banco, onde você tem conta, dispõe da funcionalidade de câmbio, acredito que não terá problemas, a maior parte dos bancos fazem isso. Em geral os Bancos vão pedir que você envie sua declaração do Imposto de Renda, certidão negativa de débitos com o Governo e cópia do contrato de abertura na conta da corretora.

Depois de enviar todos estes dados, o seu Banco irá te mandar um e-mail de confirmação de recebimento e aceitação dos documentos, responda solicitando o valor que deseja transferir para sua corretora nos EUA. Informe todos os dados da corretora e seu e seu número de conta para que eles possam fazer essa transferência.

É possível que, depois de tudo isso, você precise ir à sua agência para assinar um contrato de câmbio. Alguns bancos oferecem todo esse processo via internet banking. Em geral há a cobrança de uma taxa para a transferência do dinheiro para fora, que varia se for feita via internet banking (mais barata) ou via agência. Há também o IOF e o spread do dólar.

Pronto, com o dinheiro em sua corretora o passo seguinte é começar a investir!

Clique abaixo para continuar para a Próxima Página

E o Bendito Forex?