Como Começar Agora ? Parte I

1º Passo: Saber o que é um título de renda fixa

É uma aplicação financeira que promete devolver o principal investido mais juros do período em que o dinheiro ficou depositado. Em outras palavras, é a aplicação que o investidor tem o direito de receber de volta o dinheiro aplicado acrescido de juros, como forma de remuneração pelo capital emprestado.

Exemplos de títulos de renda fixa: Certificado de Depósito Bancário (CDB), Tesouro Direto, Letras de Crédito Imobiliário, etc.

2º Passo: Saber que você pode aplicar com prazo fixo ou indeterminado

Os títulos podem ter prazo fixo ou indeterminado quanto ao tempo de duração e data para o resgate do dinheiro.

  1. a)Prazo Fixo: CDBs ou letras de câmbio são exemplos de títulos que o dia de resgate é determinado, portanto há um prazo de vencimento. Podendo ser de: curto prazo (até 2 anos), médio prazo (de 2 a 5 anos) ou longo prazo (acima de 5 anos).

Lembrando que CDBs caso você precise do dinheiro imediatamente bastará solicitar em sua corretora ou banco que o pagamento pode ser feito no mesmo dia.  Por outro lado, Letras de câmbio por exemplo precisam ser vendidos para outro investidor interessado, além de causar a perda de todos os juros do período aplicado.

3º Passo: Como é a correção do dinheiro investido em título de renda fixa

As taxas de juros dos títulos podem ser do tipo prefixado ou pós-fixado. Um título prefixado é aquele que você logo de início sabe quanto será o rendimento. Exemplo: um CDB que promete pagar 1% ao mês. Você sabe que investindo R$ 100 após um mês haverá o rendimento de R$ 1.

Por outro lado, um “papel” que promete, por exemplo, Taxa Referencial (TR) mais 0,1% –  é um título pós-fixado.Clique aqui para ver a TR diariamente.

Os títulos de renda fixa podem ser subdivididos em dois grupos: os ativos financeiros públicos e os privados. Veja quais são as características de cada um deles:

4º Passo: Títulos Públicos

Os títulos de renda fixa no geral seguem a tabela abaixo. Eles são tributados, ou seja, o investidor precisa pagar um imposto sobre o ganho. O imposto é cobrado quando é feito o resgate no final ou quando ocorre uma liquidação antes do seu prazo.

Importante: a Caderneta de Poupança, as Letras de Crédito Imobiliário (LCI) e as Letras de Crédito do Agronegócio (LCA) são isentas de Imposto de Renda para as pessoas físicas.

Nos investimentos de prazo inferior a 30 dias incide Imposto sobre Operações Financeiras (IOF).

Prazo de aplicação e alíquota de Imposto de Renda:

Até 180 dias: 22,5%

De 181 dias até 360 dias: 20,0%

De 361 dias até 720 dias: 17,5%

Acima de 721 dias 15,0%