Fundos Investimento – Parte II

Fundos Referenciados

São fundos semelhantes aos de curto prazo, mas também investem em ativos com prazo de vencimento maior. Isso acarreta um risco maior, mas a um possível retorno maior também.

Vale lembrar que o objetivo desse fundo é o mesmo do fundo de curto prazo, mas ele possui prazo mais longo. Dessa forma, possui também uma tributação diferenciada. A tributação funciona da seguinte forma:

  • Para prazo de até 180 dias será cobrado 22,5% sobre o lucro do investimento.
  • Para prazo de 181 dias até 360 dias será cobrado 20% sobre o lucro no investimento.
  • Para prazo de 361 dias até 720 dias será cobrado 17,5% sobre o lucro no investimento.
  • Para prazo de 721 dias em diante será cobrado 15% sobre o lucro no investimento.

Note que nesse caso há um incentivo maior para aplicações de prazos maiores.

Fundos de Renda Fixa

São fundos que investem em ativos de renda fixa, ou seja, que você sabe que receberá um determinado valor em um determinado prazo. Esses fundos devem possuir no mínimo 80% de sua composição por títulos públicos ou ativos que possuem baixo risco.

São considerados mais arriscados que os fundos de curto prazo e fundos referenciados, pois podem ter um pedaço de sua composição de outros títulos.

Fundos de Ações

Como o próprio nome diz, os fundos de ações são fundos que os recursos são aplicados em ações de empresas negociadas na Bolsa de Valores. Para detalhes sobre como investir em ações recomendo que você leia esse artigo.

Vários fundos de ações utilizam como benchmark (como indicador de desempenho) o IBOV, que é o índice da bolsa de valores. Ele varia de acordo com a variação ponderada de várias empresas que fazem parte da sua composição. É uma média ponderada da variação de uma cesta de ações que muda de 4 em 4 meses.

É importante lembrar que o investimento em ações é considerado de risco maior que os citados anteriormente. Logo, você deve destinar a esse investimento um dinheiro que não precisa em um prazo curto. Prazo curto me refiro a menos de 5-10 anos.

É uma excelente forma de acumular patrimônio para uma futura aposentadoria.

Fundos Multi Mercado

Ao contrário dos fundos de uma classe específica, os fundos multimercados têm liberdade para operar diferentes ativos, entre papéis de renda fixa, ações de empresas, moedas (como dólar), derivativos e investimento no exterior. Essa flexibilidade possibilita ao gestor do fundo montar diversas estratégias, conforme mudanças no cenário econômico ou no mercado financeiro, por exemplo.

Os fundos multimercados são os maiores coringas da indústria de fundos. Eles podem ser mais conservadores que alguns fundos de renda fixa, ou muito mais agressivos que os fundos de ações. A categoria dos multimercados literalmente inclui “todo o resto” – ou seja, todos os fundos que não se encaixam nas demais categorias existentes.

Por isso, ao investir em um fundo multimercado é importante ficar atento ao tipo de estratégia que a gestora do fundo adota. Isso porque cada estratégia tem regras diferentes para realizar as operações.

Ao mesmo tempo em que oferecem oportunidades de ganho em diferentes cenários, os fundos multimercados costumam carregar uma boa dose de risco, que varia conforme o tipo de ativo nos quais investe e também de acordo com a estratégia.

Fundos de Investimento Internacionais

Muitas vezes os investidores tendem a acreditar que participar dos movimentos internacionais é difícil e com pouco acesso. Mas não é bem assim – é possível acompanhar os movimentos do cenário externo por meio de instituições financeiras brasileiras. Isso graças ao desenvolvimento de alguns produtos financeiros nos últimos anos.

Além dos conhecidos fundos, você pode optar por aplicar no exterior por produtos já conhecidos como COE (Certificado de Operações Estruturadas) e ETF (Exchange Traded Fund). O COE é uma estrutura que combina de renda fixa e variável, e o ETF é um fundo de investimento negociado exatamente como se fosse uma ação – a compra se dá via home broker.

Eles permitem acessar o mercado internacional, uma vantagem do ETF sobre os outros é a possibilidade de investir valores mais baixos. Não é incomum encontrar fundos de investimento em ações internacionais com regras para valores mínimo de R$25 mil reais, enquanto um ETF pode custar apenas R$100 reais. Também vale dizer que a taxa de administração é inferior à dos fundos mais conhecidos – é possível achar um ETF em S&P 500 com taxa de 0,27% ao ano.

Ativos, Moedas para Negociação em Forex

Eu Ensino e gosto muito de trabalhar com mercado internacional, mais especificamente o mercado forex. Já foi falado aqui algumas vezes sobre esta opção de investimento que muito assusta investidores até mesmo os mais arrojados.

O fato é que este é o maior mercado financeiro do mundo. Onde as principais moedas e ativos financeiros estão para serem negociados.

 

Moedas mais negociadas:

Rank Moeda % de negociação
1 USD ($) 87
2 EUR (€) 33,4
3 JPY (¥) 23
4 GBP (£) 12,58

Clique abaixo para continuar para a Próxima Página.

Fundos de Investimento -Parte III